quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Palavras, apenas palavras...

“A morte e a vida estão no poder da língua; e aquele que a ama comerá do seu fruto.”
Provérbios 18:21

Você já parou pra pensar no que você fala? Em quais palavras você tem dito? No que você diz ou deixa de dizer? Como você tem usado suas palavras ?

“Meus irmãos, não sejais muitos de vós mestres, sabendo que receberemos um juízo mais severo. Todos tropeçamos em muitas coisas. Se alguém não tropeça em palavra, esse é homem perfeito, e capaz de refrear também todo o corpo. Ora, se pomos freios na boca dos cavalos, para que nos obedeçam, então conseguimos dirigir todo o seu corpo.
Vede também os navios que, embora tão grandes e levados por impetuosos ventos, com um pequenino leme se voltam para onde quer o impulso do timoneiro.
Assim também a língua é um pequeno membro, e se gaba de grandes coisas. Vede quão grande bosque um tão pequeno fogo incendeia. A língua também é um fogo; sim, a língua, qual mundo de iniqüidade, colocada entre os nossos membros, contamina todo o corpo, e inflama o curso da natureza, sendo por sua vez inflamada pelo inferno.
Pois toda espécie tanto de feras, como de aves, tanto de répteis como de animais do mar, se doma, e tem sido domada pelo gênero humano, mas a língua, nenhum homem a pode domar. É um mal irrefreável; está cheia de peçonha mortal.
Com ela bendizemos ao Senhor e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus. Da mesma boca procede bênção e maldição. Não convém, meus irmãos, que se faça assim. Porventura a fonte deita da mesma abertura água doce e água amargosa?
Meus irmãos, pode acaso uma figueira produzir azeitonas, ou uma videira figos? Nem tampouco pode uma fonte de água salgada dar água doce.”
Tiago 3:1-12

Como podemos ver, nossa língua tem poder, e é como uma espada de dois gumes, pode tanto gerar a vida como gerar a morte.

“Há palavras que ferem como espada, mas a língua dos sábios traz a cura.
Os lábios que dizem a verdade permanecem para sempre, mas a língua mentirosa dura apenas um instante.” 
Provérbios 12:18-19

“A língua benigna é árvore de vida, mas a perversidade nela deprime o espírito.”
Provérbios 15:4



A língua é como fogo:
"Ora, a língua é fogo; é mundo de iniqüidade; a língua está situada entre os membros de nosso corpo, e contamina o corpo inteiro, e não só põe em chamas toda a carreira da existência humana, como também é posta ela mesma em chamas pelo inferno." 
Tiago 3:6


A boca do insensato é a sua própria destruição:
"A boca do insensato é a sua própria destruição, e os seus lábios, um laço para a sua alma." 
Provérbios 18:7

Vimos que a nossa língua é destruição para nós, e que nenhum homem consegue controlar sua língua. Assim como Tiago fala, nos não podemos servir a dois senhores ao mesmo tempo, por isso devemos refrear a nossa língua, pois a língua fala o que o coração esta cheio 

"O que guarda a boca e a língua guarda a sua alma das angústias." 
Provérbios 21:23

“O que guarda a boca conserva a sua alma, mas o que muito abre os lábios a si mesmo se arruína." 
Provérbios 13:3

"Raça de víboras, como podeis falar coisas boas, sendo maus? Porque a boca fala do que está cheio o coração." 
Mateus 12:34


Assim, se o seu coração estiver cheio de mentiras, intrigas, contendas e etc..., sua língua será morte para a sua alma.

"Os lábios do insensato entram na contenda, e por açoites brada a sua boca. A boca do insensato é a sua própria destruição, e os seus lábios, um laço para a sua alma. As palavras do maldizente são doces bocados que descem para o mais interior do ventre." 
Provérbios 18:6-8

O Senhor Deus abomina a mentira e não quer os seus filhos semeando contendas. Pois o senhor nosso Deus não deseja que sejamos insensatos, com lábios que amaldiçoam.

O Senhor abomina a língua mentirosa:
"Seis coisas o SENHOR aborrece, e a sétima a sua alma abomina: olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, coração que trama projetos iníquos, pés que se apressam a correr para o mal, testemunha falsa que profere mentiras e o que semeia contendas entre irmãos." 
Provérbios 6:16-19

O Senhor não quer seus filhos semeando contendas:
"No seu coração há perversidade; todo o tempo maquina o mal; anda semeando contendas. Pelo que a sua destruição virá repentinamente; subitamente, será quebrantado, sem que haja cura." 
Provérbios 6:14-15

Os lábios do insensato entram na contenda:
"Os lábios do insensato entram na contenda, e por açoites brada a sua boca. A boca do insensato é a sua própria destruição, e os seus lábios, um laço para a sua alma. As palavras do maldizente são doces bocados que descem para o mais interior do ventre." 
Provérbios 18:6-8

Nós fomos chamados para pregar o evangelho a toda criatura, a pregar as boas novas, a pregar o evangelho com trepides, e não o contrario.

"Com toda oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito e para isto vigiando com toda perseverança e súplica por todos os santos e também por mim; para que me seja dada, no abrir da minha boca, a palavra, para, com intrepidez, fazer conhecido o mistério do evangelho." 
Efésios 6:18-19

“E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.”
Marcos 16:15

Nos nossos pensamentos só devem existir coisas boas, coisas que edificam, por que nós temos que ter um jeito diferente de falar, um modo diferente de agir, pois o Senhor habita em nós, e assim, devemos refleti-lo em nossas palavras e ações.

"Se alguém falar, fale segundo as palavras de Deus; se alguém administrar, administre segundo o poder que Deus dá; para que em tudo Deus seja glorificado por Jesus Cristo, a quem pertence a glória e poder para todo o sempre".
I Pedro 4:11

"Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento."
Filipenses 4:8

Devemos refletir cristo em nossas palavras, devemos segundo as palavras de Deus, por que, tudo que falarmos nos vai ser cobrado no juízo final, e pelas nossas próprias palavras seremos justificados ou condenados. Pois os Mentirosos e os Maldizentes não entrarão nos reinos dos céus

"Digo-vos que de toda palavra frívola que proferirem os homens, dela darão conta no Dia do Juízo. Porque, pelas tuas palavras, serás justificado e, pelas tuas palavras, serás condenado."
 Mateus 12:36-37

“Mas, quanto aos medrosos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos adúlteros, e aos feiticeiros, e aos idólatras, e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago ardente de fogo e enxofre, que é a segunda morte.”
Apocalipse 21:8
 

“Não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbedos, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.”
I Coríntios 6:9-10



Há uma história de que as palavras são levadas pelo vento e, se levadas ao alto de uma montanha para serem soltas, se espalham como penas pelo ar. Devemos ter cuidado com o que sai da nossa boca. Somos cristãos, devemos proclamar pelos quatro cantos do mundo a Palavra da salvação e não da contenda, da intriga, da fofoca.
Quantos relacionamentos na família e na igreja já foram quebrados pelo mau uso da língua? Palavras de ódio, de confusão, de intriga e de fofoca contra irmãos, pais, mães, pastores e líderes da igreja geram conseqüências tremendas. Da boca procede à bênção e maldição, como afirma Tiago. A escolha sobre qual palavra usar vai ser determinada de acordo com o que está em seu coração, por isso Deus aconselha


“Por isso não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor. E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito;”
Efésios 5:17-18


Diz - Oficina G3

Nenhum comentário:

Postar um comentário